J-View: Tales of Hearts R

TalesofHearts08Você que estava desesperadamente procurando por um site sobre “Tales of” pelo Google: Parabéns! Você acaba de encontrar um blog com um fã fanático pela série. Agora leia esse post pra conhecer um remake pro Vita de uns dos jogos mais estranhos dessa franquia.

I

Love

“Tales of”

– Fracasso

TalesofHearts19 TalesofHearts20

O engraçado desse título é que é mais interessante falar sobre o desenvolvimento do jogo do que falar sobre o jogo em si, isso porque as circunstancias por traz desse jogo são muito exóticas!

Tales of Hearts foi um dos títulos que mais trouxe prejuízo para a série. Mas por que? Porque vendeu pouco? Não exatamente. Porque ele é uma completa porcaria? Bem..não! Não completa, mas esse jogo teve um problema maior, na verdade dois: Sua campanha de marketing e sua apresentação. Tudo começou quando a Bandai Namco decidiu atacar mais agressivamente o mercado americano, isso porque ela não estava satisfeita com as vendas de “Tales of” no ocidente e tinha muita inveja do sucesso de Final Fantasy na terra do tio Sam. Depois de uma “cuidadosa análise” eles perceberam o que faltava em seu jogo: CGs realistas e mais romance, é claro! Como resultado, Tales of Hearts – o novo jogo para Nintendo DS – foi anunciado com uma curiosa enquete: Decida o formato do próximo jogo: Computação gráfica realista ou o velho estilo de anime. Não foi surpresa pra ninguém quando o estilo anime foi escolhido com mais de 90%. O problema é que, pra mostrar exemplos do estilo CG, a Bandai Namco já tinha gastado dinheiro pra criar amostras da versão CG e eles queriam aproveitar isso, portanto, eles decidiram vender o jogo nas versões anime e CG (com diferenças em todos os menus, ilustrações e Cut-scenes), acreditando que seus fãs não os abandonariam e certamente comprariam muitas copias de ambos. É obvio saber o que aconteceu: O jogo até que vendeu bem, mas apenas nas versões de anime, a versão CG ficou abandonada nas prateleiras e se tornou uma raridade, mesmo na net! Mas quem poderia culpar os japoneses? Essa versão realista era horrível! Você gostaria de ter isso em sua casa? TalesofHearts13

WoW…isso não seria nada mal! Mas quem dera que foi assim, é disso que eu to falando:

TalesofHearts12

Mas e o jogo em si? Não é tão mal…Não é tão bom também! Muitos fãs criticaram por ser um “passo para trás” em relação ao titulo anterior para DS: Tales of Innocence. O problema é que ToI deixou o standard da série muito alto, e o Tales of Hearts saiu perdendo com seus gráficos no nível de Gameboy Advance, seu sistema de luta simplório e um Plot bom (no máximo!).

– Estória

Eu já havia mencionado antes na minha review de Tales of Innocence R, mas é melhor relembrar de que esse jogo tem elementos de Alundra e Tsubasa Chronicles? Nele, você é um jovem chamado Shing que tem o poder de entrar nos sonhos, corações das pessoas, mas ele faz merda e acaba destruindo a joia dos sentimentos da jovem Kohaku Hearts (Eu sei! Os nomes são horríveis, bear with it). Esse joia é conhecida como Spiria e Shing deve viajar com Kohaku e seu irmão Hisui por várias cidades e diferentes países em busca desses pedaços do coração, tudo enquanto curam pessoas de uma doença que afeta os sentimentos. Eles farão muitos aliados e se envolverão em um grande esquema ao descobrirem a verdade sobre um antigo conto de fadas.

– Personagens

– Hisui & Kohaku

hisuikohaku

Háháhá! Piada obrigatória, os nomes são os mesmos. Até os poucos que entenderam devem ter achado tosco, mas tinha que ser feito.

O tema desse jogo é “Fortes laços que conectam os corações”, mas os personagens do jogo são péssimos nisso: Todos eles estão muito centrados em seus próprios interesses e também não são muito unidos. Nada que se compare ao grupo de grandes amigos de Vesperia ou Graces. Na verdade, o jogo é cheio de traidores e interesseiros. Tem até uma garota que me lembra a Misty do Pokemon porque ela só entra no grupo porque você deve dinheiro a ela, como se não bastace, ela ainda te obriga a trabalhar pra ela, o que significa que você não participa de muitos eventos importantes do enredo por vontade própria. Ou seja: Ela é ainda pior que a Misty, porque ela não usa a sua dívida como desculpa pra te seguir, ela só quer seu dinheiro mesmo! Não esqueça das traições, já me traíram em outros Tales of, mas nesse jogo incomoda mais já que os personagens não são tão carismáticos (especialmente o traidor) e você vê chegando à quilômetros de distancia. Tem uma menininha estupidamente chata e um robô que trata todo mundo mal e pisa nos sentimentos das pessoas. Na verdade ele tem sentimentos! O problema é que ele é um Asshole!

Já que os NPCs são os melhores personagens da versão do DS, vou falar direito apenas dos dois personagens novos da versão do VITA.

– Calcedny Arcome

TalesofHearts07

Um cavaleiro honrado e justiceiro que serve uma dama , é um grande amigo e rival do herói, luta com espada, usa magias, é loiro e usa uma armadura pratiada com detalhes azuis…Esse cara deve ter vindo da mesma escola do Flynn. Eu não sei exatamente o porque esse personagem não foi jogavel na versão do DS, ele é extremamente importante para a trama do jogo e acompanha o grupo por boa parte da aventura (mas eu também não entendo como a Richea não é jogavel nem mesmo no VITA). Ele é uma esplêndida adição ao grupo já que ele é um Rival que respeita e admira o protagonista Shing, e ele precisava disso, já que ele é pisotiado ou ignorado pelo grupo.

– Garad Grinas

TalesofHearts21

Um personagem completamente novo para o VITA. Ele é um viajante que se especializou em usar a arma magica “Soma” para curar pessoas da doença que matou sua família. Ele decidiu se juntar imediatamente ao grupo quando vê Kohaku sofrendo do mesmo mal que tirou sua filha dele. Mais tarde, seus laços com o grupo ficam ainda mais fortes quando eles encontram uma maneira de erradicar a doença. Garad se junta ao grupo na parte em que o grupo tinha apenas o Shing levando porrada e desaforos do Hisui e uma Kohaku catatônica, ou seja, ele é muito bem vindo. A presença dele não muda o resultado dos eventos, mas muda bastante o processo. Ele participa bastante dos eventos e  interage muito com os personagens, se tornando um tipo de “pai” do grupo. Ele também parece ter viajado por outros mundos, assim como Kongwai Tao de Innocence. A diferença é que Garad não parece um “Gary Stu”. Ele não é intocável, ele não tem poderes diferentes e mais poderosos do que os dos heróis do jogo, além de não saber nada sobre o futuro da aventura.

– Gameplay

2013-03-10-2342382013-03-12-1624252013-03-15-1501282013-03-15-010310

Sem duvida a melhor coisa nesse jogo. O gameplay é fantástico. Realmente excelente! O sistema de luta tem combos fáceis de fazer, e isso é muito agradável. Agora você pode fazer air combos ao estilo Marvel VS Capcom, da até pra chamar seus aliados pra atacar em dupla no meio dos hits (O que eles chamam de Chase Link). Você não precisa mais de habilidades especiais ou Skills raras para para conectar suas Arts (ataques especiais), você tem agora um valor de TC (Technique Combos), todo personagem tem, no mínimo, dois pontos e você usa um ponto pra cada vez que cancela uma Art com outra e esses pontos se recuperar automaticamente em segundos!

2013-03-13-232452

Mas a melhor adição do jogo é o conter guard, no jogo anterior para o VITA, inimigos apenas tinham a habilidade de ficar invulneráveis enquanto recebiam um combo e te acertavam um ataque poderosíssimo, mas agora você pode apertar o botão de defesa no timing certo e o seu personagem vai fazer um contra-ataque. ISSO MESMO! Se você ainda não entendeu a beleza por trás dessa ideia deve ser porque não jogou muitos jogos de luta, mas jogadores de Killer Instinct vão compreender imediatamente o quanto isso é genial já que você basicamente pode fazer um COUNTER-ATTACK NO COMBO BREAKER! É UM COMBO BREAKER BREAKER! (mas isso soaria muito estúpido). Não é difícil acertar esses counters e quando você acerta gera uma cena muito linda e te da uma grande satisfação!

2013-03-12-1610202013-03-12-1610262013-03-16-2033152013-03-16-203333

Ao subir de level, você ganhar pontos de “Soma bulding” que você usa para melhorar sua própria alma (Spiria) e arma (Soma), um sistema muito mais prático, divertido e criativo do que o do Innocence (que era, basicamente, o Sphere Grid de Final Fantasy X).

O jogo ainda tem batalhas aleatórias e isso Sucks, principalmente para um RPG atual (no DS você podia ver os inimigos no mapa).

– Gráficos

2013-03-12-1621012013-03-12-140007

O design desse jogo é ruim, o tema das roupas deve ser “alienígenas ciganos”, isso porque todo mundo tem roupas colantes multicoloridas com joias e pinturas tribais por toda a parte. Esse também foi o principal erro em escolher justamente esse design pra fazer o jogo mais “realista” da série. A maioria dos personagem não tem o menor equilíbrio de cor e são extremamente “pesados”. Inimigos também não são muito diferentes: A terrivel criatura que come corações é um abacaxi e o ultimo chefe é uma melancia).

2013-03-15-1837352013-03-16-222548

Isso não parece ter nada a ver com os gráficos? Mas isso vai influenciar e muito no que você vai ver. O jogo seria muito mais bonito se esse design não fosse tão cafona (Agarest Mariage também tinha o mesmo problema).

A movimentação também não é muito boa. Durante batalhas, Hisui vai apenas apontar seu dedo pra atirar no inimigo. Kunzite – o robô – vai ser duro e feio ao atacar e Beryl vai usar seu pincel para esfregar seu inimigo sem menor elegância (e ela se diz uma artista). Outros personagens são melhores, mas não muito (Na verdade, os golpes mais bonitos são os dos personagens novos). Os personagens também não se movem muito bem durante os eventos, eles irão constantemente interagir com “objetos invisíveis” ou manipular objetos sem mover um dedo (como se estivessem usando poderes psíquicos).

Os modelos 3D são de boa qualidade e estão maiores e mais detalhados do que os do Innocence R. O lip-sync ainda é uma porcaria. As bocas não foram modeladas nos modelos 3D dos personagens, sendo apenas texturas trocadas entre 3 frames para parecer que a boca está mexendo. Eles deveriam ir atrás de jogos que usam a mesma técnica de maneira melhor, como God Eater, eu sei que esses jogos não tem muita ligação já que “Tales of” é da Bandai Namco e God Eater é da…Bandai Namco…Porra! Não custa pedir uns conselhos dos vizinhos pessoal!

TalesofHearts05

O que mais me incomoda visualmente no jogo é uma certa personagem chamada Innes, graças ao Ed Champ eu vi uma coisa nela que nunca mais vou conseguir desver: Esses ombros largos, esses braços fortes, esse pescoço comprido, esses lábios carnudos, e esses peitos grandes e apertados…ELA PARECE UM TRAVESTI! Droga! Ela deveria ser o sex appeal do jogo, mas isso foi completamente arruinado.

– Sons

Musica Average, maioria são remixes do DS. Tema de Abertura é o mesmo do DS, as cenas são quase as mesmas também.

As vozes são ótimas, com destaque para Calcedny (ele consegue ser fodão, romântico e engraçado no mesmo evento, e convence). A pior é a voz da Beryl, mas não é culpa da dubladora e sim da personagem (que foi pré estabelecida como uma menininha com voz estridente). O jogo é quase todo dublado (com exceção de algumas skits) e isso é uma boa variação para os jogos japoneses recentes…

– NEXT TARGET

TalesofInnocence23

No próximo episódio da série “corrigindo erros no Nintendo DS”, o mais infame jogo da franquia “Tales of”, um jogo tão ruim que foi BANIDO da série principal (mother titles)! Esse jogo amaldiçoado se chama Tales of the Tempest! De acordo com os criadores de Hearts R, o jogo já está quase completo (já que os 3 remakes para o VITA foram feitos como um projeto só, que nem o filme de Senhor dos Anéis). Só falta os jogadores ficarem prontos para joga-lo, eu já estou! Pode vir!

Anúncios

Sobre Benedict

A ovelha negra. Perdeu sua alma quando resolveu seguir o caminho do mal e unir forças com os jogos nipponicos. Durante um ataque dos EUA, por pouco escapou de se tornar um FPS, porém, um de seus olhos foi permanentemente transformado em uma mira laser.
Esse post foi publicado em J-View, Reviews e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe seu comentário, dica, opinião não relacionada ou propaganda descarada aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s