Teste do Sofá – Metal Gear Solid (Parte 1)

Bem vindos caros leitores a mais uma nova seção do site (que como a maior parte das seções, vai provavelmente ter apenas um post),  o teste do sofá! Nesta coluna, faremos escalações de elencos que adoraríamos ver em uma adaptação róliudeana de um jogo qualquer. Mas como só falar coisas bacanas é meio enfadonho, também mostraremos como provavelmente róliude nos foderia, fazendo uma escalação mais próxima do que eles fariam (e que provavelmente daria em um filme merda).

Neste primeiro teste do sofá, o alvo é Metal Gear Solid!

Bom, primeiramente temos que definir qual ponto da história de metal gear seria contado. Se dependesse de mim, o ideal seria recontar a história do primeiro jogo da série Metal Gear (não o de PSX seu energúmeno, mas o de NES/MSX2/Uarevaá), que possui a primeira história do Snake e todo o relacionamento dele com o Big Boss, que já está “morto” na série Solid. Assim, EU faria inicialmente um par de filmes: o primeiro com a traição do Big Boss e o Solid e o Liquid se juntando para derrotá-lo (tá, eu sei que no jogo não é assim, mas foda-se), e no segundo a saga da ilha de Shadow Moses, com o Liquid agora como vilão depois de descobrir a verdade sobre o Les Infantes Terribles no final do primeiro filme e achando que ele é o irmão com os genes “inferiores”.  Porém, como roliúde sempre preza por fazer o negócio do jeito mais mainstream possível, eles provavelmente fariam o primeiro logo sobre o mais famoso, o Metal Gear Solid de PSX (vulgo três para babacas que se acham espertões).

Como dito anteriormente, vamos dividir nossas opções em duas: uma a que a gente acharia foda, e outra a que roliude faria para nos sacanear.

Diretor

De Matthew Vaughn

Nossa Opção: Matthew Vaughn

Matthew Vaughn começou no cinema inicialmente produzindo os filmes do Guy Ritchie, como Snatch e Tiros Trapaças e Dois Canos Fumegantes. Porém, nos últimos anos ele se revelou como diretor: Primeiro, com o desconhecido porém muito bom Layer Cake (Nem Tudo é O que Parece é o titulo nacional de merda que este filme), seguido pela decepção Stardust, por Kick Ass e finalmente pelo filme que, além de ser uma bela surpresa, para mim o gabaritou para dirigir uma adaptação de Metal Gear: X-men First Class. Esse filme tem de tudo que um filme de Metal Gear precisa: Uma trama de espionagem mesclada com fantasia, e, mais importante, com os personagens protagonistas se levando e levando a história a sério.

Opção de Róliude: Paul W. S. Anderson

Paul W. S. Anderson – Um leitor mais incalto iria estar pensando “que nada, eles botariam o Uwe Boll”. Não, não botariam. Róliude não é tão bagunçada assim, e ele só pega adaptações que no fundo ninguém liga, ao contrário de Metal Gear (só para constar, eu acho Postal um filme idiota, porém divertidinho). Por isso roliúde ia tentar, à maneira dela, fazer com que o filme desse certo, e para isso chamaria seu diretor especialista em adaptações de games e filmes de ação, Paul W. S. Anderson! Para quem não conhece, ele é o diretor da “incrível” franquia Resident Evil, de Aliens vs. Predator, Corrida Mortal, os 3 mosqueteiros, produtor do filme de Dead or Alive e diretor do MELHOR filme baseado em games da história: Mortal Kombat! Paul provavelmente faria de Metal Gear um filme merdinha, com umas cenas de ação mazomenos e uma história escrota. E eu veria no cinema da mesma maneira. Em 3D. Eu sou um merda mesmo.

Menção Honrosa: Paul Verhooven (Robocop, Vingador do Futuro, Tropas Estelares), se fosse para fazer uma versão canastrona e de orçamento meio baixo, porém muito legal! E os Irmãos Wachowski (Matrixezeses, Ninja Assassino) para dirigir uma adaptação porra louca do Metal Gear Solid 2, que seria o Matrix Reloaded da série (muita ação e história meio nada a ver).

Roteirista

Nossa Opção: David Hayter.

David Hayter é, provavelmente, o roteirista de Cinema que mais conhece sobre Metal Gear Solid, de longe, já que ele é, literalmente, a voz do Snake. Se você é meio burro e não entendeu o que eu quis dizer, ele é o DUBLADOR do Snake. Agora você começa a chiar “ai, só porque ele dubla o Snake não quer dizer que ele é bom roteirista”. Contudo, ele foi roteirista de Escorpião Rei (sei que é uma merda mas…), e, mais importante, dos dois primeiros filmes dos X-Men, além de Watchmen (cujos problemas não são culpa do roteiro). Além disto, ele JÁ TEM um roteiro escrito.

Opção de Róliude: Paul W. S. Anderson

O Paul W. S. Anderson além de dirigir, costuma escrever seus filmes, como os 5 Resident Evils, Corrida Mortal e Aliens vs. Predator (incrível coincidência como os filmes dele que são mais bacaninhas são aqueles que ele não escreveu: Enigma do Horizonte e Mortal Kombat). Nada melhor para terminar de fuder do que ele escrever esse roteiro também.

Snake

Nossa Escolha: Hugh Jackman

Obrigado Internet por facilitar minha vida.

Agora começa a polêmica. Na nossa idéia, o Snake do filme já seria o Sr. Fodão, com bastante experiência de campo. Então para isto evitamos pegar atores muito jovens, que não convenceriam. Hugh Jackman, além de ser um baita ator (basta ver a Fonte da Vida e o Grande Truque), já mostrou que manja de filmes de ação com Swordfish e o escroto Van Hellsing… (não sei porquê, sinto que estou esquecendo de algo…)

Escolha de Róliude: Sam Worrington

Já Róliude usaria seu arroz de festa usual, Sam Worthington ( Exterminador do Futuro: Salvação, Furia de Titãns, Avatar) porque na dúvida, põe ele. Se bem que podia ser pior, podia ser aquele muleque que é o Gambit/John Carter…

Menção Honrosa: Michael Biehn, que faz o Kyle Reese no primeiro Exterminador do Futuro 1, por ter sido chupinhado para desenhar o Snake na capa do primeiro Metal Gear.

Liquid

Nossa Escolha: Jaime Lannister

Para fazer o Liquid, precisamos de um ator que ao mesmo tempo pareça durão mas tenha uma cara de vilão sacana.  Nikolaj Coster Waldau, o Jaime Lannister da série Game of Thrones, mostra exatamente estas qualidades na sua interpretação.

Escolha de Róliude: Ashton Kutcher

Já róliude botaria tudo a perder. Para tentar dar uma guinada em sua carreira, tentando ter o seu “momento Heath Ledger”, Ashton Kutcher aceitaria o seu primeiro papel de vilão como Liquid, e foderia a porra toda!

Meryl

Nossa Escolha: Mary Elisabeth Winstead.

Ela merece duas imagens!

A Mary Elisabeth Winstead, que fez a Ramona em Scott Pilgrim e mais recentemente a Prequel de Enigma do Outro Mundo (“A Coisa”), tem a cara de novinha invocada que o papel precisa. Além disto, no novo A Coisa ela mostra que consegue segurar a barra em um filme de ação.

Róliude: Mila Jojovich

Para conseguir se casar com a Milla Jovovich, Paul W. S. Anderson foi obrigado contratualmente a colocá-la como protagonista em todos filmes que dirige (Residents Evils, Três Mosqueteiros). Desta forma, nada mais justo que ela ser a Meryl, a personagem feminina principal da série.

Big Boss

Nossa Escolha: Kurt Russel

Os personagens conhecidos como Snake devem muito ao personagem de Kurt Russel em Fuga de Nova York/Los Angeles, Snake Pliskinn. Além do nome falso que o Snake usa no MGS2 ser Pliskinn, o visual do Big Boss é idêntico ao do personagem. Assim, como o personagem é baseado no ator, nada mais justo do que usá-lo para interpretá-lo quando velho. Além disto, sempre achei o Russel foda, e ele está na idade certa para fazer o mentor que ficou (aparentemente) meio louco pela guerra.

Escolha de Roliúde: General do Avatar

Já Roliude iria colocar o seu general “fodão” metido a mal de todos os filmes, o fulaninho que é o general do avatar (vulgo Stephen Lang)! Ele tem a vantagem automática de sempre ter cara de vilão, e a desvantagem de ter o cabelo totalmente branco. Contudo, como muitas vezes Hollywood caga e anda para a caracterização dos personagens (vide o E. Honda Havaiano), eles estariam pouco se fudendo se o cabelo de Big Boss seria diferente! E de repente ele com cabelo longo e tapa olho até poderia ficar legal.

E não percam! Um dia, quem sabe, a gente faz a parte 2. DONT MISS IT!

 

Anúncios

Sobre Maximus Decimus

Um carinha do barulho que vai armar altas confusões que até deus duvida nesse site que é um estouro.
Esse post foi publicado em Teste do Sofá e marcado , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Teste do Sofá – Metal Gear Solid (Parte 1)

  1. davi disse:

    numa boa cara que lixo,que lixo meu deus cara big boss nem aparece em metal gear solid um porra meu deus que porra foi essa q eu acabrei de ver pqp kkkkkkkkkkkkkkk

  2. Apolo B. Lima disse:

    Foda pra caralho (embora eu não conheça quase ninguém por nome)
    E eu gostaria de registrar uma reclamação formal contra o General Panda, por mentir pra mim. Eu já li todos os posts do blog e ainda não dou conta de diferenciar quem postou o que u.u

    • Maximus Decimus disse:

      Isso é fácil. Os Posts fodas e engraçados para caralho são meus, os que falam mal da Capcom são do Ed, e os japas são do Benedito.. Fake Nerd? Panda? Nunca ouvi falar 😛

      • Eu tava me referindo mais à forma de falar de cada participante nos podcasts. Mas cada um meio que tem sim sua própria maneira de escrever. Com o tempo você percebe… ou você pode ler quem escreveu no começo do post também XD

        Pô, isso que dá não abrir o próprio blog, você fica desatualizado do que tá acontecendo nele. XD

Deixe seu comentário, dica, opinião não relacionada ou propaganda descarada aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s