Pokémon e os Óculos Rosados da Nostalgia.

Dentre as poucas Certezas Absolutas do Universo, podemos sempre contar com o ônibus que não vai passar quando você estiver atrasado, o aumento do dólar no dia que a fatura do seu cartão internacional fechar, o lançamento ‘’surpresa’’ de um novo COD todo ano, e claro, a pessoa que fala como as coisas eram melhores em seu tempo.

Jamais perder uma chance de falar mal da Capcom.

Jamais perder uma chance de falar mal da Capcom.

Não importa a época em que estamos, pessoas mais velhas sempre lembrarão das maravilhas que haviam em sua infância e que ‘’essa nova geração’’ jamais irá experienciar. Isso acontece em especial no mundo dos vídeo-games. Quantas vezes nós não olhamos para os jogos de hoje com certo desprezo, ou usamos a celebre frase ‘’no nosso tempo era tudo melhor’’? Em um podcast já discutimos sobre como jogos que já consideramos como clássicos no passado se demonstram ‘’não tão bons assim’’ quando revisitados nos dias de hoje. Mesmo assim, existem pessoas que se agarram ao passado com unhas e dentes, defendendo seus títulos preferidos e cuspindo em suas reiterações e se negando a aceitar mudanças.  Dentre estes, os que mais se destacam para mim são os fãs de Pokémon.

OffTopic: Melhor Cosplay Ever!

OffTopic: Melhor Cosplay Ever!

Existe uma soma considerável de pessoas que levantam a bandeira de ‘’Apenas 251’’, pessoas que dizem que a série morreu em Gold/Silver e que qualquer coisa lançada após isso é apenas um caça-moedas mal feito. Outros, ainda dizem que Pokémon deveria ter ficado na versão Yellow, que foi a perfeição da fórmula do jogo.

Hipster everywhere.

Hipsters everywhere.

Eu sou totalmente de favor de críticas construtivas e defendo o direito da opinião pessoal de cada individuo, porém eu não posso deixar de me sentir confuso/um tanto irritado ao escutar esse tipo de coisa.

No hype para o lançamento de Pokémon X/Y, eu peguei meu Gameboy Advanced e um cartucho de Pokemon Blue e comecei a jogar. O jogo continua bom e divertido, mas não acho que estou exagerando ao dizer que, atualmente, junto à sua contraparte Pokemon Red e Green,  É O PIOR JOGO DA SÉRIE PRINCIPAL. Se sentiu ofendido com isso? Então pare e reflita um pouco: POR QUE VOCÊ DEVERIA?

Diferente de séries como Sonic e Mario, Pokemon não precisou mudar seu estilo de jogo completamente para se adaptar aos novos consoles, apenas aprimorou-o com o passar dos anos, então é apenas lógico que o jogo mais antigo seja o menos acessível hoje em dia. Navegar pelos menus, usar itens fora de combate e checar os Status de seus monstrinhos em Green/Red/Blue é extremamente chato! E mesmo isso tendo sido melhorado em Gold/Silver/Crystal, ainda temos o problema do passo-de-lesma do seu personagem até ele conseguir uma bicicleta, a qual, mesmo quando adquirida, não pode ser usada em todos os lugares, o que foi melhorado com a introdução da corrida em jogos posteriores. Sem falar em features que foram implementadas nos jogos mais atuais como Batalhas em Dupla, Habilidades especiais, Natureza dos Pokémon, Conectividade com a Internet, Condições Climáticas, Batalhas em Trio, Batalhas Rotacionais… além das features únicas de cada jogo e dos Pokémon novos. Nada disso tira dos jogos antigos, pelo contrário, adiciona variedade de jogabilidade e uma estratégia maior aos combates.

Não. O da direita NÃO É MELHOR, parceiro.

Não. O da direita NÃO É MELHOR, parceiro.

Outra crítica que se faz contra as novas gerações são os designs dos novos Monstros. Usa-se em especial Vanillish, o Pokemon Sorvete, para argumentar que não há mais criatividade e que hoje em dia basta se colocar um par de olhos e uma boca em qualquer coisa para se criar um Pokémon novo. O que estas pessoas esquecem é que:

I Rest My Case!

I Rest My Case!

Também há aqueles que reclamam de que muitos dos novos designs são apenas animais comuns um pouco alterados:

cjinl genwunner

Obrigado internet, por me poupar este trabalho.

E tudo isso é generalizar, pois assim como a primeira geração tinha criaturas com visuais bem ruinzinhos (desculpem fãs do Voltorb, mas Oh designzinho preguiçoso, hein?) e visuais AWESOME , as novas possuem seus erros e acertos também.

''Isso não é Pokémon mimimi.'' ''Pokémon mesmo era o Voltorb mimimi.''

”Isso não é Pokémon mimimi.” ”Pokémon mesmo era o Voltorb mimimi.”

Eu entendo que alguém possa gostar ou mesmo preferir jogar as versões mais antigas por pura nostalgia ou outros motivos específicos (eu mesmo estou com uma Blue porque quero mexer com os Glitches do jogo), mas não me venham com essa de que Pokemon bom eram os de Gameboy. Eles eram legais, mas os novos, são sim, muito melhores. Se você é um hipsterzinho que parou depois da geração Gold/Silver, ou até antes, dê uma chance aos novos títulos. Quem sabe você não descobre um novo mundo de aventuras?

Anúncios

Sobre General do Panda

Sou um General do Panda, Nunca Viu?
Esse post foi publicado em Opinião Polêmica da Discórdia e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

18 respostas para Pokémon e os Óculos Rosados da Nostalgia.

  1. Caralho, os comentários tão maiores que o post.

    Não vou mentir: Não li tudo dos comentários por uma simples razão: Cago e ando para pokemon. Joguei o Red na época que saiu, mas quando o desenho começou a passar na Tv brasileira já era “velho” (15 anos) para me empolgar. Logo, não tenho essa paixão por pokemon que o panda tem.

    Uma coisa que tentei falar em um podcast qualquer (e que o panda, como fanboy louco não me deixou falar), é que a série pokemon é estagnada em termos de variação de jogabilidade: fora os pokemons novos, a estrutura geral da estória e do decorrer do jogo é mais ou menos a mesma. “Ah, mas SFIV é igual a SFII, só com personagens diferentes”. Mas não é mesmo! A jogabilidade evoluiu o bastante para diferenciar um do outro, e, mais importante que tudo, SF é um jogo pautado no versus, enquanto pokemon é, em grande parte, pautado no single player.

    Pokemon é, no fundo, um RPG com batalhas de turno. Porque diabos todos os jogos tem que ter a mesma estrutura, então? Não seria foda ver o uso de monstros de bolso em outros cenários? Já imaginou uma guerra no mundo de pokemon? Pokemons em contextos diferentes? Pokemons Steampunk? Claro que não, pois a Nintendo só vai ficar refazendo o mesmo jogo com monstros novos enquanto isso der dinheiro.

    “Ah, mas a Nintendo não quer sobrecarregar o uso da marca com games demais!” Pokemon Snap e similares mandam um abraço.

    Recentemente fui explicar para a minha noiva (que jogou o Pokemon Blue na sua época) o porque de um pokemon online ser uma idéia incrível: “Já pensou se o lider de ginásio é uma pessoa real? E que, se você vencer, pode ser você?” Pena que isso nunca vai acontecer, já que basta para a Nintendo fazer novos pokemons e pronto, os fanboys vão comprar tudo. Na prática, é uma série tipo Call of Duty e (tristemente) Assassin’s Creed, com a diferença que estas duas de tempos em tempos tem evoluções significativas.

    Por fim: Tá vendo essa merda de WiiU? Vocês que financiam essa porra!

    • Apesar de estar dando um trabalho do cão responder tudo, é uma boa que os comentários estejam assim. Quer dizer que o texto, de uma maneira ou de outra tá mexendo com as pessoas a ponto de elas darem opinião.XD

      Só pra constar, eu te interrompi porque tu tava dizendo que só tinha jogado dois jogos da série e que pra ti eles eram parecidos demais… sendo que tu jogou o Red e o Remake dele. >XD

      Na questão da jogabilidade, o core dela continua o mesmo. RPGs de batalha por turno de fato não deixam ser apenas um selecionar de opções, mas novamente vou puxar aqui a comparação com Street Fighter que não deixa de ser um jogo de trocar socos e chutes. ”Ah, mas com o passar do tempo foram adicionados a possibilidade de realizar combos maiores, golpes especias e parry.” Bom, com o passar em Pokemon foram adicionados efeitos climáticos, batalhas de duplo e Pokemon Powers, e sim, tudo isso afeta bastante e visivelmente no combate. É claro que sei que existem diferenças gritantes entre Street I e IV, mas alguém que não joga pode não enxerga-las, da mesma forma que alguém que não joga Pokemon não vai perceber o quanto a adição de 1 novo tipo de Pokemon pode mudar toda a estratégia do time de uma pessoa.Também tenho uma visão diferente no que diz respeito ao ”pautado no versus”. Pokemon é MUITO o multiplayer sim.Tanto em batalhas quanto em trocas (ambas agora podendo ser realizadas online, para o bem dos ForeverAlones que não conheciam ninguém que jogava) Não para todos, mas também já vi gente que compra jogos de luta apenas para zerar.

      Quanto a um jogo em um cenário diferente, isso eu realmente gostaria de ver. Um jogo principal que se passasse num mundo Steampunk, ou na época dos Samurais seria realmente awesome (Na guerra não, porque afinal, Pokemon é voltado pra um público infantil). Mas se por um lado não temos isso na série principal, temos spin-offs, como tu mesmo comentou, que abordam esse tipo de coisas. Pokemon no japão feudal? Pokemon Conquest. Pokemon usados em equipes de resgate? Pokemon Ranger. Pokemon em sua própria civilização, pós-humanidade? Pokemon Mystery Dungeon. ”Ah, mas são apenas spin-offs.” Sim, mas são spin-offs que não só colocam os monstros em contextos diferentes, mas também tem jogabilidades bem diferentes, que não poderiam ser implementadas em jogos principais da franquia sem alienar boa parte da fanbase, como comentei na resposta pro JackSal. Se parar para pensar é bem mais do que muitas franquias hoje em dia fazem, tendo spin-offs que são basicamente o mesmo jogo das franquias principais, mas sem levar números.

      Pokemon Online. ”E eu não vejo a Nintendo lançando um jogo principal de Pokemon para um console de mesa ou PC, Canso de ouvir pessoas comentando o quanto dinheiro ela ganharia se fizesse isso, mas as pessoas esquecem que muitos compram os portáteis da Nintendo APENAS por causa de Pokemon (podem até comprar muitos outros jogos depois, mas o System Seller para elas foi Pokemon).”. Só copiei e colei mesmo. Pode parecer que é babaquice da Nintendo, mas… você não faria o mesmo? Se eu tivesse um jogo que vendesse meus consoles como água, eu nunca lançaria uma iteração da série principal para outro console também. Além disso, eu realmente acho que os Monstros de Bolso funcionam melhor dessa maneira: em aparelhos de bolso.

      Eu acho a comparação com Call of Duty e Assassin’s Creed extremamente válida. Sendo alguém que só jogou o primeiro AC, eu olhando videos do primeiro e do terceiro jogo, vou te dizer que não vejo as melhorias incríveis de um para outro (não, não estou falando só pra trollar), mas tenho certeza que se eu te perguntar tu vai conseguir listar várias coisas, assim como eu tenho feito aqui.

      Pô, tadinho do WiiU. Nem tem tanta gente financiando ele. Se tivesse ele não tava com os problemas que tá hoje em dia 😄

      Quanto a simplesmente nunca ter gostado muito do jogo e não ligar pra ele… De boa. ninguém é melhor ou pior por gostar ou deixar de gostar de algo… menos Jojo’s, se você não gosta de Jojo’s você é mau-caráter. É simplesmente questão de gosto e eu sei que Pokemon não é para todos. 😄

      • Ed Shemp disse:

        Se bem me lembro, saiu um pokemon RPG para gamecube com um gráfico ate bom pra época… vendeu mal e o pessoal mal lembra dele. A Nintendo não lança pra WiiU porque tem precedentes ruins (eu acho). Além, claro, do WiiU ser o Dreamcast da Nintendo… (parece legal, mas vai dar merda)

        Leave street fighter alone!! (piada de referencia arcaica, check) comparem aí com um dos vários RPGs que tem sistemas muito parecidos, apenas melhorados ao longo dos anos. Sabe, aqueles que ninguém nota diferença a não ser quem joga… ou winning eleven, sei lá…

  2. Jacksal disse:

    Eu tenho observado uma certa tendência dos jogadores atuais de pokemon de querer zuar os primeiros jogos da série, o que eu acho um pouco de insegurança por parte de quem ainda é fã. Nesse video do youtube que bombou por causa dessa polemica, parece ser extremamente exagerados os argumentos de pq a primeira geração é ruim, e os Genwunners, um monte de idiota cego pela nostalgia: http://www.youtube.com/watch?v=aN0kXN2XVzg

    Porém, o que o pessoal que ainda joga pokemon (não me incluo pq nao tive DS, infelizmente) não percebe, é que o que os genwunners reclamam não é tanto o fato dos designs dos pokemons novos serem robóticos e massaveísticos ao extremo e tal. O que foi chato é que o jogo em si não EVOLUIU muito desde a primeira geração. Já vai fazer 20 anos de pokemon, e na série principal, a maior mudança que vai ter agora é que o jogo vai ter um visual 3D. Sério? Só isso? Depois de tanto tempo?

    Os esforços da quinta geração de ter uma história mais épica foram admiráveis, mas, meu amigo, é too little, too late. Nesse ponto pokemon já deveria estar ganhando um reboot, mas, como “não se mexe em time que ainda tá vendendo 20 milhões de cópias”, vai continuar as mesmas coisas somente atualizadas pra uma nova geração.

    Sem mundos persistentes, sem batalhas online aleatórias, sem customização de personagem/casa, sem criação de pokemons novos por usuários, etc, varias ideias que poderiam dar gás ao jogo, ele vira algo fácil de críticas como algo que peca em inovação. Cara, custava pelo menos te dar a opção de não ter que enfrentar as porcarias de lideres de ginásio? De poder ser um breeder como o brock, ou um fotógrafo ou um estudioso de pokemons, com quests dedicadas pra essas profissões? Imagina que loco se VOCE fosse o líder de um ginásio.

    Não, nossa única opção é fazer a mesma coisa que o Red fez há quase 20 anos atrás over and over again. Por isso que acho que pokemon não captura mais tanto a imaginação de todos como antigamente.

    Só uma opinião, ótimo texto e abraços!

    • Opa, permita-me começar me resposta esclarecendo uma coisa: Eu gosto da primeira geração. Não sei se ficou sub-entendido o contrário no texto, mas se ficou foi erro meu. Assisti o video que você postou (apenas a primeira parte, pois fiquei sem paciência pra ver o resto) e discordo em MUITOS pontos do que o sujeito fala. Não concordo que essas pessoas que forçam a barra pra falar mal da primeira geração. No entanto, não podemos esquecer que uma parte vocal dos fãs da Geração 1 são de fato fanboys chatos que não aceitam e falam mal de tudo que veio da G3 em diante, foi inclusive para essas pessoas que meu texto foi mais direcionado. Estes ”anti-genwunners” são um backlash, uma resposta a essas pessoas. Não concordo com eles de forma alguma, mas consigo ver como eles se formaram, uma vez que toda fanbase muito xiita gera uma anti-fanbase igualmente chata.

      Eu discordo fortemente do seu argumento de que Pokemon não evoluiu. Dizer isso é o mesmo que dizer que Street Fighter 4: Arcade Edition não evoluiu em nada desde Street Fighter 1, apenas porque o núcleo do jogo se mantém o mesmo. Seria ignorar as melhorias que os jogos tiveram com o passar dos anos, gráfica e de gameplay, ignorar os features novos que cada jogo trouxe, ignorar as mudanças estratégicas e de balanceamento que jogo sofreu..”Street Fighter 1 e 4 Arcade Edition são a mesma coisa porque no fim das contas são dois caras trocando socos e chutes até a barra de vida de um zerar”, nós sabemos que isso não é verdade, mas é um pensamento que pode ser aplicado a qualquer tipo de jogo se você quiser.

      Quanto à versão nova, ela não está trazendo apenas um ambiente 3D. Também serão implementadas a customização de personagem, as Mega-Evoluções (que não são apenas mais uma evolução normal, ocorrendo em meio aos combates, assim trazendo uma nova estratégia às batalhas), Batalhas Aereas, Horde Encounters (onde você terá que batalha contra grupos de inimigos) e o PokeNintendogs, Pokemon-Amie. Toda nova geração trouxe algum tipo de inovação aos jogos. Algumas se mantiveram, como o relógio interno introduzido em G/S/C e outras acabaram sendo abandonadas, como as Bases que você podia criar em D/P/P.

      A ideia de um jogo praticamente sandbox de Pokemon onde você pudesse escolher a profissão que quisesse e seguir o caminho que escolhesse seria de fato AWESOME… mas não acho que seja possível, ou mesmo viável um projeto desse tipo para um Handheld, ainda mais porque muito provavelmente a maioria das pessoas iria se continuar mais focada em Capturar/Treinar/Batalhar. E eu não vejo a Nintendo lançando um jogo principal de Pokemon para um console de mesa ou PC, Canso de ouvir pessoas comentando o quanto dinheiro ela ganharia se fizesse isso, mas as pessoas esquecem que muitos compram os portáteis da Nintendo APENAS por causa de Pokemon (podem até comprar muitos outros jogos depois, mas o System Seller para elas foi Pokemon).

      Outra coisa que nunca entendi bem é a suposta ”obrigação” que alguns parecem jogar nos ombros da Nintendo de mudar o estilo de jogo na série principal (Não vi você levantando esse ponto, mas já vou faze-lo caso alguém surja com ele no futuro, beleza? XD). Algumas pessoas dizem que seria foda se você pudesse controlar os Pokemon em tempo real durante as batalhas, mas se amanhã o novo Pokemon da série principal fosse lançado dessa forma isso iria alienar boa parte da fanbase já instalada. Voltando ao exemplo de Street Fighter, seria como anunciarem que Street Fighter 5 vai virar um jogo de Stealth onde você joga com a Chun-Li infiltrada numa base da Shadaloo. Poderia ser um bom jogo? Poderia. Mas lançar isso como parte da série principal seria um tapa na cara dos fãs e provavelmente iria perder a maior parte dos jogadores. Por isso não vejo tanto problema da franquia deixar para experimentar mais mudanças drásticas em spin-offs, alguns inclusive muito bons. É bem mais viável lançar um Pokemon Snap 2 para quem quer fotografar Pokemon como objetivo (inclusive, acho que está mais do que na hora) e um outro jogo como Pokemon Breeder para quem quer cria-los ou Pokemon Park para quem quiser controlar os monstrinhos. Quanto a ser um Líder de Ginásio, especificamente, eu acho mais complicado pelo fato de ser uma franquia cross-media.

      Já se Pokemon captura ou não a mente das pessoas, acho que já varia mais de pessoa pra pessoa. É inegável que Pokemon não é mais a febre que já foi um dia, mas nem por isso ele está demonstrando qualquer sinal de fraqueza.

      Antes de fechar minha resposta, só repetir que eu gosto de todas as gerações de Pokemon. Mesmo eu tendo tecido críticas aos primeiros jogos, eles continuam sendo jogos bons. Atualmente mesmo estou jogando pokemon Blue no meu GBA Advance, pra caçar glitches, e apesar de problemas que o jogo tem por limitações técnicas, estou gostando.

      Minha intenção com o texto não foi apontar para os primeiros jogos e mostrar como eram ruins/ridículos, foi mais minha forma de dizer ”Olha, os jogos novos tem coisas bestas, mas os antigos também tinham. Então vamos tentar ser um pouco menos resistentes à mudanças e aceitar que houverão muitas mudanças pra melhor. Tudo bem gostar dos jogos antigos, só não seja uma ‘bitch’ e aprenda a dar mérito ao que os jogos novos trouxeram.” E claro, também seria legal se eu conseguisse encorajar as pessoas que largaram a franquia no passado a dar uma chance aos novos títulos da série.

      Desculpa a demora pra responder seu comentário, cara. Como você pode ver, ficou um post gigantesco. @_@
      Eu já tinha escrito uns 80% da resposta ontem de noite, mas a energia acabou caindo antes que eu terminasse e levou tudo que eu havia digitado pro ralo, e hoje o dia foi meio puxado =p
      Enfim, valeu pelo comentário o/

      • Ed Shemp disse:

        heh, lá vou eu ser o cretino de novo…
        Pokemon mantém a mesma linha de estória, com eventos parecidos e talz… seria ótimo mudar isso Nintendo… agora, vai pôr voz de diálogo no Link como eu venho pedindo a umas duas gerações pra ver a merda que a fãbase vai fazer ¬¬

        Mas honestamente, acho que a Nintendo É muito conservadora, ela sempre foi. Há uma grande diferença do que “eu acho que seria legal” para o que “eu acho que a Nintendo podia fazer”. Infelizmente, muitas ótimas ideias simplesmente não serão levadas adiante pela empresa jamais.
        E eu acho nostalgia overated pra caralho, os jogos antigos de qualquer série não tem que parecer pior para que eu ache os novos melhores, é uma tendência normal. Melhor tecnologia, feedback de público e crítica. Se seu jogo mais novo é pior que o antigo… Tem algo muito errado! (atchimbioshock2… atchim).

  3. Louco-2 disse:

    Olá amigos, acompanho o site a algum tempo e acho realmente muito o conteúdo trazido.

    Falar sobre pokémon é algo que me empolga também, pois acompanho os games da série a um bom tempo, apesar de ainda não ter conseguido jogar as versões Diamond & Pearl e Black & White 1/2, mas todas as demais versões são excelentes para suas épocas e com suas novidades. Achei muito válido os pontos postos nos comentários e no texto em si, mas passei só para lembrar que as bicicletas são extremamente válidos no Ruby e Sapphire (que é uma das versões que mais gosto), pois sem uma das bikes é ímpossível poder pegar o Rayquaza os os 3 Regis (se não estou enganado), pois somente com ela é possível atingir alguns pontos nas cavernas ou até mesmo naquele local que você tem de pagar para poder entrar e pegar os pokémons únicos que aparecem ali. (Peço desculpas, esqueci o nome do local xD).

    • Sobre as bicicletas de R/S/E eu acho que a ideia da bicicleta de marchas foi boa, só não gostei muito da execução porque eu não conseguia controlar ela direito e dava de cara com paredes o tempo todo, mas de fato ela era necessária pra se alcançar certas partes do jogo.

      Quando tiver a oportunidade de jogar Black/White (só posso falar pelo 1) o faça. É um jogo muito bom e o primeiro Pokemon com uma estorinha mais elaborada. Além disso, o fato de ele te obrigar a jogar apenas com Pokemon novos no começo é muito maneiro, pois você precisa experimentar novas estratégias ao invés de já ir com os que você está sempre acostumado.

      Valeu Louco, e obrigado pelo comentário. o/

    • Ken-Oh disse:

      Mas ae que ta o problema das Bicicletas. Vamos ver se consigo deixar claro.

      Antes ela era um item só pra te deixar mas rapido era algo pra auxilio, mas no R/S/E ele simplesmente cagaram isso, por botarem 2 bikes totalmente diferentes e especificas.

      O que me incomoda é que uma delas é totalmente dificil de controlar e o fato de ter lugares especificos para cada uma é o que mais me incomoda. Vc ta longe pra caramba da lojinha e ve que precisa da bicicleta para partes especificas ai tem que voltar o caminhho todo. Serio ? Vc lá longe pra cacete do lugar e ainda tem de voltar tudo, sem falar que elas tambem são necessarias na Safari Zone, cara a Safari Zone conta passos e o simples fato de eu ter que ainda perde tempo manobrando bicicleta come muito meu tempo. Ma graças a deus essa ideia de 2 bikes foi pro espaço (pelo menos eu espero).

      Creio que já deu pra perceber que não sou fã da geração R/S/E, realmente acho eles os piores na franquia com pokemons estranhos e personegens bem otarios alem que acho Hoem um continente muito escroto. Nada contra quem curte só minha opnião mesmo.

      • Eu entendo seu antagonismo contra R/S/E. Acho que é normal as pessoas acabarem não curtindo uma ou outra Geração.
        Eu não vou te dizer pra comprar um 3DS e tentar voltar pra X/Y, até porque ninguém aqui tá montado na grana (Eu acho. Se estiver, aceitamos doações). Mas se você tem acesso a um DS e puder pegar emprestado de alguém ou conseguir por um preço camarada um cartucho usado (ou, let’s be real here, tiver um flashcard), da uma jogada em Black/White. Quem sabe você não curte?… ou não, mas como eu falei é pra ser uma aposta sem muitos custos. 😄

  4. Ken-Oh disse:

    Vamos lá.

    Fala de Pokemon assim é complicado, principalmente que passei dessa fase, pokemon atualmente pra mim não apresenta desafios, como Rpg ele é fraco e simples como eu digo pra um amigo é um Rpgzinho juvenil. Não é tão incrível como os clássicos como Chrono Trigger ou até mesmo um Dragon Quest (que como rpg é o mais simples possível).

    Essa história de enfrentar líder de ginásio, liga e bla,bla,bla já ta batido. Não adianta dizer que algo como: “Há mas só que é maluco que joga pokemon só pra ganhar líder de ginásio e tal, o metagame esta desenvolvido te dando varias opções.” Po o Objetivo principal do jogo é ganhar os 8 filhas da putas e se vc não fizer isso não desenvolve no jogo e nem usufrui desse metagame “maravilhoso”. Entre aspas mesmo pois não acho o metagame de pokemon essa coca-cola toda não.

    Mas vamos ao X da questão esse negocio de que o antigo é melhor. Ao meu ver como o cara que jogo o a geração color e depois jogou a Advence. Cara em questão de pokemons e lideres de ginásios os antigos realmente são melhores. Apresentavam um carisma e um visual simples mais ainda legais. Com a Geração Advance eles começaram a ficar massaveisticos ao extremo, surgimento de trocentos lendários (que anterior mente se resumiam a 10 e uma experiência de laboratório) os lideres de ginásio eram um nada com porra nenhuma. Me diga um personagem fodão da fase Ruby, Sapphire e Esmerald ? Cara os lendários dessageração são 3 tijolos, po tijolos.

    Claro que varias coisa se desenvolveram e atualizaram, mas lembre que os menus são um saco na geração antiga pq era a limitação da época. Tanto que o Fire Red, Leaf Green, Soul Silver e Gold Sky são jogos muito bons com essas inovações. O que mata é que simplesmente só inovações simples com um visual besta não convencem, ao invés de ir pra algo mais agressivo, pokemon é mais do mesmo. Por isso esses caras reclamam.

    Eles não querem mas pokemons, eles não querem mais lendários. O que eles querem é um desenvolvimento do jogo com aquilo que já tem.

    Essa é minha visão pelo menos.

    • Opa, finalmente um diálogo nos comentários =D

      Bom, primeiramente, vou discordar da sua visão de que o ”objetivo principal” de Pokemon seja vencer os Líderes de Ginásio e a Liga. A premissa básica de toda a franquia Pokemon sempre foi tentar capturar todos os monstros, tanto que a catchphrase da série sempre foi ”Gotta Catch ‘em All” e não algo como ”Gotta beat the Elite”. Os Líderes e a Elite estão presentes apenas como obstáculos para pontuar o avanço do jogo pois se apenas jogássemos o protagonista no meio do Mapa e mandássemos ele capturar todos os Pokemons…. o jogo ficaria muito chato.

      Também e meio difícil falar dos jogos sem trazer o Metagame à discussão. Não digo que ”jogar só pra vencer a Elite” é errado, mas toda a ideia inicial do jogo veio de interagir com outros jogadores. O próprio criador da série, Satori Tajiri já disse que Pokemon surgiu quando ele viu a capacidade do cabo link do Gameboy e quis fazer algo que trouxesse o sentimento de seu hobby quando criança, colecionar insetos, ou seja, um jogo de colecionar criaturas. Novamente, isso não quer dizer que jogar apenas para derrotar a Liga é errado, eu mesmo não jogo para colecionar Pokemons, só capturo os que eu decido treinar.

      No que diz respeito aos Líderes das primeiras e terceira gerações… eu acredito que o mesmo que falei sobre os Pokemon se aplique aqui. Eu parei pra observar os Líderes da Primeira Geração recentemente e, mesmo tendo alguns realmente carismáticos, outros são bem qualquer coisa. Os próprios Brock e Misty, se você olhar em suas incarnações originais, são extremamente apagados e sem carisma. A verdade é que, como comentei, os líderes são apenas obstáculos para o jogar superar e somem logo em seguida, então nos primeiros jogos tudo que temos para julga-los são seus visuais e boa parte do que lembramos como Características marcantes ou Traços de personalidade deles vem do anime. Eu pessoalmente gosta do Norman e da Flannery, um por sua ligação com o personagem principal do jogo e a outra, admito, pelo visual (E por ser ruiva. Pontos extras por ser ruiva).

      Quanto ao excesso de lendários, isso também me chateou bastante no começo, mas, novamente, não acho que a presença deles machuquem. Eu vejo o argumento de que ”não podem ser lendários se existem tantos”, mas no nosso mundo mesmo temos milhares de lendas e umas não anulam as outras. Inclusive é interessante ler sobre as origens da criação de alguns dos lendários, pois eles em grande parte são baseados em lendas do mundo real. Os próprios tijolos que você comentou são baseados na figura lendária dos Golens. E mesmo não gostando deles eles não são os únicos, nem sequer os principais lendários da versão. E a terceira geração ainda conseguiu quebrar a maldição do inicial de Planta das duas antecessoras.

      Quanto ao fato da fraqueza das versões antigas serem limitações das suas épocas de lançamento, eu concordo plenamente. Tanto que coloquei a imagem de comparação entre a Red e Fire Red. Pokemon Soul Silver está no meu Top 5 de jogos preferidos inclusive. Já quanto a série se tornar algo mais agressivo ao invés de continuar como é… temos sempre que lembrar que Pokemon é uma série direcionada mais às crianças. Isso não quer dizer que não deva haver qualquer evolução na série além do que diz respeito à jogabilidade em si, Pokemon Black/White foi um jogo com uma trama mais elaborada (ou simplesmente existente) e transformou os Líderes e a Elite em personagens de verdade que não desaparecem após serem derrotados da estória. Não é um estória nível Chrono Trigger, nem de perto, mas já é um começo e é bem executada.

      Meu texto foi direcionado mais para aqueles que realmente defendem que Pokemon Red/Blue/Gold/Silver são jogos perfeitos e intocáveis e que todo o resto é blasfêmia.
      Quanto à simplesmente ficar mais velho e perder o interesse… isso já algo natural. Pessoas mudam assim como seus interesses, Enfim, foi uma resposta gigante, mas não entenda como se tivesse sido escrita de birra ou algo assim. É sempre bom poder ouvir/ler/escutar opiniões dos outros e compartilhar as suas e a resposta só ficou gigante porque é obviamente um assunto que me empolga bastante. 😄

      Obrigado pelo comentário. o/

      (Já peço desculpas por erros ortográficos ou falta de sentido em algum ponto, se o houver. Estou com preguiça de revisar agora)

      • Ken-Oh disse:

        HAHAHA, nada caea eu é que agradeço pela resposta.

        Vamos a mais alguns pontos. Realmente tinha esquecido o objetivo do jogo em si que era capturar todos os Pokemons,mancada da minha parte. Se bem que só ia cumprir esse objetivo depois de zera então é plausivel esquecer esse ponto.

        Sobre os lideres iniciais serem sem graças eu discordo, consigo lembrar deles nitidamente, mesmo antes ou depois de ver o anime (ao qualeu digo não veja é regra dos 15 anos pura) , conseguia imaginar cada figura daquele jeito, principalmente no FireRed/Leaf Green que alem de manter aquilo adicionaram mas coisas.

        Pra mim um grande ponto que me incomoda em pokemon é o simples fato desse jogo te um puta potencial online e uma expanção incrivel, ao meu ver não a necessidade de inventar mas cento e não sei quantas criaturas e sim pegar essas 5 regiões (são 5 certo?) e me fazer começar em qualquer uma delas, pode jogar isso com meus amigos dentro do jogo, na historia mesmo. Conversei com meu amigo sobre isso outro dia, assim como vocês já falaram isso em um podcast (creio que até vc levantou essa questão ou Fakenerd, desculpe eu não lembro).

        Tem 300 outras coisas a serem implementadas como outras a serem melhor utilizadas, exemplo a corridinha. Po curti pra caramba o fato de eu poder sair correndo por ai só que essa inovação foi a faca de 2 gumes do jogo, pois simplesmente ela torna a Bike inutil (principalmente em Ruby/Saffyre/Esmerald que as bikes são uma merda, se eu quero fazer manobra de bike eu vou jogar seila,3Xtreme).

        Bem ma scomo vc se disse o ponto do texto é mais pros caras que acham quepokemon deveria ter parado na telinha preto e branca do Game boy.

        Deixo ai algum desses fãs o risco dos argumentos,mas acho dificil conseguir algo.

        • Sobre Líderes, acho então que deve ser mais gosto pessoal meu mesmo. Eu só lembro deles mesmo por aparições no anime/mangá. São poucos que me chamam atenção fora isso, tirando os da Black/White por terem uma importância maior.

          O Anime eu assisto um ou outro episódio das primeiras temporadas com minha sobrinha ainda. É bobinho, mas até tem episódios divertidos. Por outro lado, na época em que saiu Pokemon Black/White eu resolvi assistir o primeiro episódio da saga, mas esse foi ruim que doía mesmo. Tô com esperanças pra mini-série nova que vai sair agora, Pokémon Origins, que vai se basear justamente nos primeiros jogos (Charizard gordinho FTW). Se for ruim, sempre temos o mangá Pokemon Adventures, que é realmente bom, fazendo o que o anime se nega e mudando de personagem a cada saga nova.

          A bicicleta de R/S/E me traz mixed feelings. Eu sei que a Acrobática era meio qualquer coisa, mas eu perdi um tempinho brincando com ela na época, e a outra, cujo nome não me lembro, tinha a parada de marchas que eu não acho que foi tão bem implementado, mas que era uma ideia boa. Só acho que no modo mais rápido ela fica meio incontrolável e haviam poucos lugares em que você podia usa-la sem bater contra uma parede.

          Já a ideia de Pokemon Online é algo que, apesar que seria realmente awesome, nunca deve acontecer. Se a Nintendo lançasse um jogo definitivo de Pokemon, para todos dominar, ela ia perder a galinha dos ovos de ouro dela e a série que mais vende portáteis ever (conheço MUITA gente que comprou/vai comprar o 3DS só por Pokemon XD). Eu até tava falando com o FakeNerd ontem que é estranho, mas nunca penso em Pokemon como um J-RPG, muito pelo o que comentei antes do Metagame. Conheço pessoas que jogam pra colecionar, pessoas que jogam pra treinar times e jogar PVP, pessoas que jogam pra tentar grindear o máximo de Pokemon possíveis até o nível máximo e pessoas que jogam apenas para derrotar a Liga, Nisso, eu diria que Pokemon tem muito de MMOs, menos o mundo aberto. Mas quem sabe no futuro. Já fiquei mó feliz de, nessa ultima geração, ter podido jogar partidas online contra pessoas do mundo todo.

          • Ed Shemp disse:

            cara, então é porisso que o zeramento não vem quando eu derroto os caras, sim quando eu pego todos os pokemons! … Foi mal, eu não resisti… não precisa responder, é só uma piada de (muito) mal gosto ¬¬
            Pokemon é extremamente jrpg… jogo de jornada do menino da vila, que tem que grindar que nem um filho da puta, e pegar dez milhões de coisas de usar na batalha diferentes…. tirando o pvp eu acho muito jrpg… não que eu não goste disso… eu ainda gosto de jrpgs…
            quanto ao pokemon mmo… acho difícil a nintendo fazer algo fora de sua área de conforto, principalmente de alto investimento em épocas de vacas magras. Especialmente se ela olhar pra Square como exemplo… pergunta da Square o quanto ela acha mmo legal atualmente….

Deixe seu comentário, dica, opinião não relacionada ou propaganda descarada aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s