Walking Thru – Shadow of the Colossus 3

Voltando agora para a terceira parte da saga que mais atrapalha meu progresso no Shadow of the Colossus (pois tenho que parar de jogar para escrever). Nesta terceira parte, enfrento os Colossus de 10 a 14. Quer ler as outras? Parte 1 e Parte 2.

Colossus 10

Colossus muito parecido com o colossus aquático (o dos tasers), só que desta vez, em uma caverna cheia de areia. Chego lá, e o bicho já começa a me perseguir numa velocidade muito alta. Corro até uma rocha próxima, pensando em fazer ele bater a cabeça quando for tentar me pegar (se funciona contra vermes malditos, por que não colossi? E sim, é o filme todo DUBLADO naquele link. Não tem por onde). No fundo é uma idéia idiota, já que não funciona e ele me mata. Revendo a sua apresentação, vejo que a boca dele brilha, o que é um sinal de que esta pode ser a chave. Já sabendo que ele é muito mais rápido, desta vez vou montado no Aggro, tentando dar uma flechada nele. Muito bom o Aggro poder ser montável no piloto automático! Quase um cavalo-robô!

Outro cavalo robô (também melhor que o Aggro)

Cara, muito legal poder lutar contra o colossus montado a cavalo. Lutar não, fugir. Fico correndo com o Aggro olhando para trás com uma flecha engatilhada (se engatilha flechas? qual seria o termo?) até que eu vejo o olho do colossus abrindo, tento acertar mas erro, mas fico tranquilo pois estou esperando a boca. Ele vem com ela aberta mas não consigo acertar. Repito tudo de novo, mas agora o Aggro sai da caverna antes da parte do olho. Volto de novo e agora acerto bem no olho!

Se você olhar por mais de um minuto, ele rouba a sua alma

Ele fica estribuchando (amazonês for the win) e bate na parede. Vou até ele com o Aggro, subo na costa e acabo com o primeiro ponto fraco. Na sequência, por alguma razão, ele fica me rodeando com o corpo quase inteiro à mostra. Tento pular nas costas dele, mas ele me derruba tirando mais da metade da minha energia. Não tem problema, vou pelo método que estava funcionando e termino de matar o bicho.

Colossus 11

Colossus que fica em um lago num cânion. Interessante que no deserto deu para ver até mesmo um efeito de miragem, como se o chão estivesse cheio de água. Os designers realmente foram cuidadosos… O que? Não era isso? Eram os poligonos do chão que ainda não tinham aparecido (o popular pop-in)? Tava bom demais para ser verdade.

Na vida real também acontece dos poligonos não aparecerem.

Pois bem, chegando lá, entro no templo e pulo para a espécie de arena, onde aparece o Colossus. Ele é bem pequeno (o menor até agora, acho) e parece muito um touro. Primeira coisa que percebo é que o bicho é muito rápido. Se ele vier de frente é muito difícil desviar, e ele dá uma chifrada que te manda longe, beeem longe. Contudo, o dano causado pela chifrada é ridículo. Pois bem, à luta: Minha primeira abordagem foi com umas pilastras quebradas no canto da fase, subindo nelas e tentando cair nas costas do Colossus, onde é o ponto fraco. Obviamente a primeira idéia dá errado. Nesse tempo, aparece a primeira dica “Use as pilastras com fogo, seu idiota” (ou algo assim). Ah tá. Vou subir lá, quando de repente, ao entrar no canto o rapaz responsável pela câmera tem um derrâme E um ataque epilético ao mesmo tempo. Ou pelo menos é essa a impressão que tenho.

O câmera do jogo deve ter jogado uma partidinha de Beat Hazard na dificuldade suicida antes do jogo. Aliás, esse jogo devia se chamar Teste de Epilepsia: O Jogo.

Pois bem, depois de subir na pilastra as cegas, quando chego em cima o Colossus vem e dá uma chifrada nela, derrubando oportunisticamente um pedaço de madeira aceso (conhecido por algumas pessoas como tocha). Agora vem a dúvida: Como diabos se pega a tocha? Fico sem arma na mão e vou na direção da tocha e aperto todos os botões. Antes de conseguir alguma coisa, sou chifrado para BEEEEEEEM longe. Depois de eu conseguir voltar, a tocha já estava apagada e tive que repetir o processo, sendo que agora consigo pegá-la (só não me pergunte qual o botão para isso). De tocha em punho, imediatamente percebo que o Colossus fica assustado com o fogo. Aproveito então para usá-lo para derrubá-lo desfiladeiro abaixo.

Dramatização do momento em que o Colossus foi empurrado.

Com a queda, o bicho perde a carapaça das costas, mostrando seu ponto fraco. Tento (ousadamente) pular direto de cima do desfiladeiro nas costas do bicho. Até consigo, mas não me segurar. Fico rodeando o bicho mas não consigo de jeito nenhum subir nele. Menos mal que ele causa pouco dano. Até que uma hora por sorte subo, mas não consigo ficar numa posição boa para causar dano nele, causando praticamente nada. Engraçado que, quando você monta nele, ele, por alguma razão, sempre tenta subir pelo caminho estreito. Caio e fujo do corredor, onde fica ruim para eu rodeá-lo. Ele vem atrás, e logo me dá uma chifrada que me faz voar longe, de uma maneira que só pode ser descrevida como patética. Porém, logo é a minha vingança: subo de novo e desta vez me posiciono bem. Poucas porradas depois, tchau e benção colossus.

Colossus 12

Procurando o bicho, a GPSword me leva até uma floresta onde quase tudo é escuro. Lá, uso a espada novamente e ela aponta para uma direção além de umas cataratas. Então resolvo fazer como aquele desenho educativo que via quando criança, e desço catarata abaixo (só que sem o barril).

Mal sabia eu que o Barril era o mais importante.

Depois dessa idéia de jerico, uso a espada direito antes de entrar na floresta e percebo que ela não aponta para ela, e sim, para uma espécie de templo ao seu lado. Chegando lá, vou nadando (vagarosamente como sempre) até encontrar o próximo Colossus.

Este Colossus é grande, muito grande! Durante a luta boa parte do seu corpo fica submersa, e ainda assim ele é grande. Além disso, ele tem o ataque de prójeteis filho da puta do Colossus 9, porém com menos dano. Contudo, basta entrar na água para o ataque não fazer efeito. Minha primeira abordagem é subir pelos braços, sem muito efeito, pois ele fica sempre girando. Então resolvo ir para uma das estruturas no cenário e fico escondido atras de uma pilastra, até que o colossus mostra sua cara grande e feia me procurando. Pulo na cara dele e subo até sua cabeça. Agora começa meu tormento: em cima dele é tudo tranquilo, mas nada de alvo. Tento ir nos braços, caio e nada de alvo. Subo de novo. Aparece a dica “Use as estruturas”. Beleza, mas como chegar até lá?

Fico um tempão em cima dele esperando ele chegar perto e nada, nesse interim fico brincando para passar o tempo, e em uma dessas acerto um dos “dentes bizarros” que ele possui em cima da cabeça (sim, eu sei, dentes em cima da cabeça). Ele ressoa e o bicho anda na direção batida. Faço ele andar até a estrutura, pulo nela e me escondo atras de um mondrongo (amazones for the win x2). Ele me ataca com o raio e depois põe as duas mãos na estrutura, mostrando o alvo na sua barriga. Pulo lá, tiro metade da energia dele, repito o processo e adeus colossus.

 

 

Colossus 13

Existe gente no  mundo além do herói e da menina morta! Que incrível. E eles estão chegando cada vez mais perto da fenda que leva ao local onde o jogo se passa. Finalmente um pouco de história além da rotina anda-a-cavalo/mata-colossus. Pois bem. Este Colossus é mais um daqueles onde a GPSword te trolla, já que se você tentar ir pela linha reta, não vai conseguir chegar, então você deve dar uma volta para chegar.

Tem horas que a GPSword é tão útil quanto esta espada.

Encontro o Colossus em um grande deserto. Este é mais um Colossus gigantesco. Porém, ele visivelmente é uma variação do Colossus da agua (7)  e da areia (10) , só que voador. Logo percebo que ele tem uns balões que o sustentam no ar, então a primeira coisa que tento é acertar os balões, o que não é muito fácil, já que a câmera quando se está montado olhando para cima não ajuda muito (sem contar que os controles do Aggro são muito estranhos: Sério, tem vezes que ele ignora as instruções e vai para a direção que acha melhor. Fora a dificuldade que é montar nele as vezes). Depois de estourar os balões, ele diminui a altitude e fica arrastando as asas frontais na areia.

Depois de algumas tentativas, consigo me pendurar nelas, mas muito perto do fim da asa e apenas com uma mão, e logo sou derrubado. Tento de novo, e caio novamente. Na terceira vez, centralizo bem antes de subir e parece que vou conseguir, porém o colossus “submerge” na areia, me derrubando. Contudo, nem tudo está perdido, pois ele sobe logo depois e eu já me posiciono acima dele, bem no meio. Decido ir para a cauda e lá acho o primeiro ponto fraco. Acabo com ele e tento ir para o outro, mas ele submerge antes disso. Depois disto, é só tentativa e erro até conseguir os outros dois alvos nas costas.

Aliás, uma coisa que tem me incomodado nestes últimos colossus é que, depois de subir nas costas deles, eles não estão pondo muita dificuldade, como os primeiros. Minha barra de stamina nunca mais ficou próxima de acabar (ou será que isso sou eu ficando bom no jogo?)

Na hora de voltar a torre, ouço uns sons meio sinistros, o que pode ser prenúncio de que coisas boas estão por vir. Então eu paro e percebo que já foram 4 Colossi desde o último post, e está na hora de escrever o novo. No próximo, os três finais, minha impressão da história e impressão geral do jogo. Até lá.

Anúncios

Sobre Maximus Decimus

Um carinha do barulho que vai armar altas confusões que até deus duvida nesse site que é um estouro.
Esse post foi publicado em Walking Thru e marcado , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Walking Thru – Shadow of the Colossus 3

  1. Ed Shemp disse:

    Se walk de shadow of the colossus já tá desse tamanho, ainda bem que eu não comecei o de Skyrim…….

  2. eduardohlp disse:

    Nossa velho, isso é um clássico…eu ja zerei esse jogo é muuuuuuuito bom!
    Awee, já estão como sites parceiros! ^^

Deixe seu comentário, dica, opinião não relacionada ou propaganda descarada aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s