J-View: CONCEPTION – ore no kodomo wo undekure!

Sobre o que tem a tratar um jogo com um títilo que se traduz para algo como: “Concepção – por favor dê a luz ao meu bebê”? Bem, se você esta pensando em baixaria, não estaria tão longe da verdade…

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Este jogo é uma peça rara entre os jogos desse mês, pois além de ser um dos poucos RPGs novos, ainda usa um conceito que soa ridículo em qualquer reino, menos em um lugar sombrio chamado Japão. Conception é um Dungeon Crawling com elementos de simulador de encontro onde você conquista garotas para ter um filho com elas, para, então, incluir o recem-nascido em seu time para salvar o mundo! Na verdade, isso parece ser tão ridiculo que pode ser até divertido!

– Plot

Yuge Itsuki, um garoto esperto e camarada, estava prestes a se formar quando é chamado para o terraço da escola por sua prima Mahiru.

– Está 5 minutos atrasado! Por quanto tempo você planejava me fazer esperar!?

 

 

 

 

– De onde eu venho só se considera atraso após 30 minutos! Reclamar antes disso faz de você uma putinha apressada!

 

 

 

 

Tá certo! ele não responde isso, mas seria legal ver um personagem que tivesse balls of steel nesses títulos japoneses. O que acontece aqui é que os pais de Itsuki faleceram, e agora ele é eternamente grato aos seus tios por terem acolhido-o. Isso significa obedecer cada ordem de sua prima Mahiru. Para sorte dele a rapariga é linda, a parte triste disso é que ela é uma putinha!

Eu não queria dizer isso literalmente! Mas tudo bem, aparentemente a garota é a virgem Maria, já que a criança não tem pai. Eu posso entender isso, só pode ser uma daquelas estórias onde tudo se explica com magica!

E é exatamente isso! Um portal mágico surge e leva o protagonista e sua prima imaculada para o reino mágico de Granvania. Pouco tempo depois de chegarem, os dois rebem tatuagens legais que brilham e Mahiru entra em trabalho de parto. É então que nasce o menino santo! O nosso messias que veio novamente para nos salvar!   Não sei não, acho que prefiro o original!  Mas, Hey! Okey! Pois acontece que essa não é a segunda vinda do nosso salvador, mas sim um tipo de criatura chamada de “impureza” que nasce de sentimentos e relações humanas. Nossos heróis estão prestes a serem atacados quando Itsuki descobre que sua tatuagem lhe da super-força para aniquilar o bicho com um golpe ou dois.

Depois de finalmente encontrar vida inteligente na forma de um urso-guaxinim-fada chamado Mana e um homem de visual fabuloso e nome hilário, eles são levados para um castelo onde conhecem o rei Shangrila e a explicação se segue: Impurezas estão selados no labirinto do Zodíaco, mas isso logo vai mudar, pois o selo se quebrou desde que as sacerdotizas que o criaram perderam seus poderes. Para resolver o problema, novas garotas receberam os poderes de sacerdotizas e um herói entitulado como “Marebito” foi invocado para matar os deuses impuros que vivem no labirinto e selar cada uma das suas 12 seções, mas ele não conseguirá sozinho. Felizmente ele pode conceber “crianças estelares” para ajuda-lo. E como? Atravéz do que eles chamam de “ritual do amor e união”, onde o resultado final é uma criança de aproximadamente 6 anos de idade nascendo de um boneco matryoshka com roupas e armas, pronto pra lutar. Mas o que exatamente acontece neste ritual? Isso nunca é explicado com clareza no jogo, mas eles dizem que com certeza não é sexo! Vamos analizar todas as pistas:

– As garotas dizem ser muito embaraçoso.

– Os dois lados se despem.

– Eles se acariciam muito.

– Golpes de quadris são repetidamente deferidos.

– O processo é muito prazeroso para ambas as partes

– Tecnica é necessária para melhorar a criança criada e aumentar o prazer.

É! Definitivamente é sexo!

– Personagens

Itsuki é um rapaz impressionante! Nada escapa de seu charme, NADA! Nem mesmo a mascote do jogo! Mas o que importa são as 12 donzelas dos signos que Itsuki pode conquistar em sua sagrada missão. Assim como em Dream C Club, é uma pá de personagens, então serei breve:

Nome: Arie

Signo: Áries

Tipo: Mamãe carinhosa

Amavel freira de “seja lá qual for a religião de Granvania”, professora e mãe para crianças orfãs da igreja, tem uma pervertida tara secreta por homens musculosos, o que é…completamente normal para uma garota. Cassildis! Estes jogos japoneses estão acabando com o meu bom senso!

Nome: Tarua

Signo: Touro

Tipo: Loli energética

Garota energizer que trabalha fazendo entregas correndo por todo o reino.

Nome: Liris & Lirie

Signo: Gêmeos

Tipo: Duas pelo preço de uma

Vidente com dupla personalidade com trocas a cada pancada na cabeça. A que não está ativa fica completamente adormecida, por isso elas precisam de anotações em um caderno para se comunicarem. Liris usa seus poderes para ajudar os outros e Lirie adora pregar pessas e arranjar brigas. Apesar disso, as duas se dão muito bem.

Nome: Ruka

Signo: Câncer

Tipo: Tsundere Light

É claro que eles também tem um japão em Granvania. É de lá que vem Ruka, uma perspicaz “Miko” que finge ser fria enquanto, na verdade, é bem amavel.

Nome: Femiruna

Signo: Leão

Tipo: garota rica e excentrica

Garota com orelhinhas de gato que vem de uma familia de aristocratas. Por ser muito orgulhosa, parece ser difícil de lidar, porem, ela é secretamente uma masoquista.

Nome: Konatsuki Mahiru

Signo: Virgem

Tipo: Tsundere ignorante e estupida

Doce ironia que a maior putinha desse jogo seja do signo de virgem. Essa é para masoquistas. Mahiru irá roubar tudo que você tem de valor, te escravisar quando você estiver mais cansado, apenas para poder te chingar e te machucar quando você fizer um trabalho bem feito. Infelizmente ela é a sacerdotiza “default”, você vai ter que interagir com ela em vários eventos, quer queira ou não.

Nome: Mirei

Signo: Libra

Tipo: Cientista maluca

Maga/cientista genial que trabalha para o reino. Malvista pelo povo como uma bruxa insana, a acusação não é tão injusta quando se considera os “experimentos” que ela faz com  Itsuki.

Nome: Reone

Signo: Escorpião

Tipo: Irmã mais velha sexy

Apesar da roupa, é uma doutora e não uma enfermeira. Ela adora se embebedar, mas apesar disso, é bastante respeitada e trabalha diretamente para o rei.

Nome: Sue

Signo: Sargitário

Tipo: Loli(?) calminha

Orfã que adora animais, por isso tem um zoologico em casa como familia. Tem um estranho feitiche por orelhas e caudas de tudo que é bicho e uma imensa coleção de acessórios de pelucia.

Nome: Falun

Signo: Capricornio

Tipo: Irmã mais velha energética

Dançarina de rua viajante que foi obrigada a se quietar como garçonete de um bar local devido a sua nova condição como sacerdotiza.

Nome: Collette

Signo: Aquario

Tipo: Loli chatinha

Padeira certinha e alegre que odeia tudo que é sujo e imoral.

 Nome: Yuzuha

Signo: Peixes

Tipo: Loli maluca e misteriosa

Artista não muito sadia que ganha a vida pintado quadros sobre os sonhos que vê enquanto dorme em um caixão que ela usa no lugar de uma cama. Tem uma tara por irmãos mais velhos. Já que é filha unica, ela adota Itsuki como irmão.

-Gameplay

Essa é uma parte bem interessante, pois o título possui dois gameplays totalmente distintos, de fato tão diferentes que você poderia dizer que são jogos separados, mas, na verdade, as duas jogabilidades tem a mesma importancia. Pra começar, tem a parte de simulador de namoro. Durante essa interação, os eventos usam modelos 3D para as heroinas, e a pespequitiva é em 1ᵃ pessoa, assim como os jogos tradicionais desse estilo. O jogo é dividido em 1 ano com 4 estações, 12 mêses por ano e 4 semanas por mês, porem, diferentes de outros jogos com calendário, você não tem um prazo para nada aqui, isso te da uma agradavel liberdade e segurança, o que é ótimo pra quando você está, tecnicamente, jogando dois jogos ao mesmo tempo. A cada semana Itsuki pode ter um encontro com 3 sacerdotizas diferentes. Eventos de múltiplas escolhas irão decidir o humor das garotas, indicados por emoticons. Esses eventos também geram “Kizuna Points” que são usados para fazer novas crianças.

Durante o ritual, o jogador escolhe a garota e o tipo de boneco matryoshka que pode dar diferentes bonus para a criação. Um evento com a garota escolhida acontece em cada nivel de amizade, depois de uma inocente animação ao som de saxofone, você so precisa escolher a classe de habilidades do fedelho e a criança nasce do boneco segurando uma placa com um bonus de dinheiro, KP ou pontos extras de amor com a mãe. Dependendo do mês, da garota ou de sorte, podem nascer gêmeos. Quanto maior for a intimidade com o protagonista, mais forte será a criança. Quando duas ou mais garotas ficam com um nivel de intimidade muito alto com o herói, é possivel fazer um “ritual do amor e união W”, que é basicamente um “threesome” que te permite combinar os atributos de duas garotas para fazer uma criança mais poderosa a custo de um pouco mais de KP. Cada criança possui um level maximo, que varia depedendo do level atual de Itsuki e dos atributos da mãe. Você so pode ter 50 crianças no maximo, e isso é menos do que parece, por isso, quando uma criança chega no level máximo é recomendado manda-la embora para se tornar independente e trabalhar. Isso vai aumentar a cidade, abrir novas lojas e melhorar as antigas. As crianças estelares sobem de level muito mais rapido que o protagonista, então não tem muito problema em substituir todo o seu grupo.

Os eventos principais da parte RPG são feitos com artworks em flash e o sistema da parte dungeon crawling também é bem inusitado, como se era de se esperar. Você anda pelo labirinto com um creche te acompanhando. Se seu level for muito alto em comparação aos monstros, eles irão explodir apenas com sua presença, te fazendo se sentir como um Toguro (eles ainda vão dar dinheiro, itens e experiencia), isso agiliza o level up e exploração, o que é maravilhoso, especialmente para um dungeon crawling.

Durante a batalha, o maximo de 12 crianças se dividem em 3 grupos de 4 e, juntas com o pai, cercam um monstro como se fossem delinquentes querendo matar alguem, dependendo do lado que se acerta, um ponto fraco pode ser atingido, causando dano massivo. As batalhas são por turno e a ordem é representada por ícones na parte inferior da tela, uma pena que esse gráfico não é capaz de indicar quando alguem tem dois turnos seguidos, isso pode fuder toda sua estratégia. Você pode acelerar as animações de batalha apertando R1, o que ajuda a ganhar tempo. Uma barra especial enche conforme você ataca. Ela se ativa aleatóriamente ou quando estiver cheia, fazendo o inimigo ficar temporariamente paralisado e te dando KPs extras. Você tabém pode usar seus KPs para fundir um time de crianças estelares e formar um super robo chamado Gashin (♫Japoneses se amarram! Robos gigantes!♫).

– Gráficos

O Character Designer desse jogo  é Outsuka Shin-ichirou, ele vem de um passado negro de péssimos trabalhos. Pobre Shin-ichirou! Todos os jogos em que ele trabalhou antes foram um fracasso total, exceto os que ele participava junto de, pelo menos, outros 10 character designer melhores que ele. Mas ele mudou completamente de estilo para este jogo e o resultado me impressionou bastante. Cores e traçados parecem mais vívidos, personagens estão mais proporcionais, roupas e acessórios são bastante detalhados e únicos e ele deu a mesma atenção para o designer dos homens e das mulheres. As garotas tem caracteristicas baseadas em signos, algumas idéias foram óbvias mas necessárias (a sacerdotiza de gêmeos ter dupla personalidade), outras são previsiveis mas agradaveis (a donzela de Leão com suas orelhinhas de gato e cabelos que lembram uma juba), e algumas são bem originais e interessantes (Yuzuha de peixes tem um cabelo que lembra uma barbatana). Os criadores do jogo parecem terem ficado tão satisfeitos que eles usaram o apelido dele para batizar a forma mais poderosa das crianças estelares. Parabens Gashin-chan! Continue assim.

Os modelos poligonais das sacerdotizas são muito bem feitos, cada garota possui inumeros gestos e ações, e são todas bem animadas. Muitas dessas animações são usadas apenas uma vez durante todo o jogo, e ainda assim não deixam de serem bem feitas. Pontos extras por nenhuma animação ser reaproveitada de uma personagem para outra, mesmo sendo 12 garotas diferentes pra animar. Os modelos também são muito fieis aos visuais exóticos das meninas, e as retratam muito bem, exceto por Yuzuha, que fica muito cabeçuda e com pelo menos 5 anos a mais. O unico problema nessa parte fica com o lip sync, existem animações de boca para vários fonemas, mas elas rodam aleatóriamente, o que te da a sensação de estar assistindo um filme de Kung-Fu dublado em Inglês. As animações em flash durante os eventos principais também são ótimas, so faltava que as bocas se mexessem.

-Sons

As musicas são compostas por Kodama Sato, que já trabalhou para a Capcom em jogos em diferentes como Devil May Cry e Monster Hunter, mas ele também tem experiencia com RPG por ter trabalhado em Wild Arms (pra onde foi essa série?).

Para a parte de dungeon crawling são mediocres, repetitivas e com poucas opções de faixas, o que é pessimo considerando o longo periodo de tempo que vai ser gasto explorando e batalhando. Por outro lado, as musicas da parte de simulador de namoro são muito boas. Além de musicas default para momentos calmos, comicos, romanticos e dramáticos, ainda se conta com 13 musicas especificas para cada uma das sacerdotizas (a de Gêmeos tem duas), essas músicas combinam com o clima e com as personagens que elas representam, além de serem usadas nos momentos certos, por isso, é dificil se cansar delas.

O tema de abertura “12 kai me no kiseki” (o 12ᵒ milagre) é cantado por Nano, uma peça rara que possui sangue japonês correndo em suas veias mas consegue superar as barreiras da genética e do destino, pois ela tem um inglês ótimo! Isso mesmo, pois, apesar do nome, essa musica é totalmente em inglês. Ela trabalhou também recentemente na abertura da 2ᵃ temporada do anime Phi-Brain.

O Tema de encerramento se chama “Birth – Yukyuu no Meguri Boushi” (o ciclo estelar eterno) e é cantado por Marina, uma cantora que fez fama por sua participação na banda fictícia Girls Dead Monster do anime Angel Beats!.

A dublagem é, como de costume, fantastica! Todos os dubladores incorporam tão bem seu papel que parece que é até facil, as vozes combinam com cada personagem e em momento nenhum houve algum erro nas falas ou atuação ruim, são apenas dubladores de 1ᵃ categoria no elenco, afinal era de se esperar. Só deixa a desejar que todos os eventos fossem dublados, incluindo o personagem principal (que só fala duas ou três palavras por evento).

– Notas Finais

Apesar de ser bem estranho, esse jogo é excelente e merece o selo Lee de aprovação, isso não quer dizer que o jogo é perfeito. Mas são apenas probleminhas inrelevantes, o que não prejudica a diversão do jogo. O Maior problema seria com o fato deste jogo ser para o PSP. Não é só porque eu tenho um Vita sem jogos bons para jogar, também reclamo porque esse jogo foi claramente projetado para o Vita, mas algo deve ter dado errado no meio do caminho, como, por exemplo: A Spike deve ter se atrasado em adquirir o kit de desenvolvimento de jogos para o Vita. Mas o que faz desse jogo tão “Vita”? Eventos de touch screen que tem de ser feitos com um cursor analógico, mapas e cameras poderiam utilizar o segundo analógico muito bem, além de que o jogo possui troféus (ou “achievements” se você preferir) em 4 categorias (bronze, prata, ouro e platina). Pra piorar, o jogo não roda no Vita, ou seja, você não pode nem sequer fingir que o jogo é pro PS Vita! Que sacanagem!

Minha ultima reclamação é sobre o quão burro o pessoal de Granvania é! Eles deveriam ter invocado esses camaradas para salva-los! Quando se trata de derrotar “monstros dos 12 signos”, isso consta como experiencia de trabalho no currículo deles!

Sobre Benedict

A ovelha negra. Perdeu sua alma quando resolveu seguir o caminho do mal e unir forças com os jogos nipponicos. Durante um ataque dos EUA, por pouco escapou de se tornar um FPS, porém, um de seus olhos foi permanentemente transformado em uma mira laser.
Esse post foi publicado em J-View, Reviews e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para J-View: CONCEPTION – ore no kodomo wo undekure!

  1. Jorge disse:

    Adorei , ótima analise é tbm um grande jogo pena que só a em japones eu curti bastante o jogo porem estou meio perdido alguma dica .?

  2. Eu comecei a jogar esse jogo essa semana, mas to meia perdida ainda.
    Qual é o começo mesmo do jogo?
    Quando iniciei apareceu esse fada e o cara esquisito explicando sobre o jogo. Depois um mini tutorial e tals, e pede pra escolher uma das 3 garotas.
    Escolhi a Sue primeiro. Ou tenho que escolher a prima dele antes?
    Faz diferença?

Deixe seu comentário, dica, opinião não relacionada ou propaganda descarada aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s